logo chelamin copper 02
grafico chelamin copper

Solução de Cobre complexado com aminoácidos (Aminoato)

Fornece por um lado um efeito bioestimulante devido á presença na sua formulação de Aminoácidos livres de rápida absorção e por outro, previne e corrige de forma eficiente as carências de cobre. Na sua formulação produz-se a complexação dos catiões de cobre e dos aminoácidos, formando AMINOATO CÚPRICO, esta associação garante a mobilidade do cobre e melhora a sua eficácia nas correcções tanto foliares como radiculares.

O cobre previne e actua sobre determinadas doenças fúngicas, exercendo desta forma um efeito sobre a sanidade das culturas.

Contém o Complexo EFIFOL®, composto por substâncias que asseguram a eficiência da aplicação quando se realiza mediante aplicação foliar, conseguindo que o tratamento tenha um efeito surfactante, penetrante e persistente. Este Complexo foi desenhado para melhorar o aproveitamento dos tratamentos, incluídos os componentes que os acompanham, quer sejam compostos nutricionais ou fitosanitarios.

Benefícios

  •   Activação do crescimento e desenvolvimento vegetal por fornecimento energético (AMINOÁCIDOS).
  •   Alta velocidade de absorção dos elementos nutritivos, redução de perdas por evaporação e lavagem.(EFIFOIL®)
  •   Efeito preventivo de doenças fúngicas reduzindo as infecções por fungos de forma geral.
  •   Ajuda a superar situações de stress hídrico, nutricional e climático.
  •   Correcção eficaz de carências de Cobre, aumento dos rendimentos.

Tecnologias Aplicadas

iconosEfifol s

Conteúdo declarado

  p/p p/v
Cobre (Cu) solúvel em água 5% 6%
Cobre (Cu) complexado por aminoácidos 5% 6%
pH   2-6
Agente complexante: Aminoácidos livres

Doses e modo de aplicação

aplicacion foliar

Aplicação Foliar: Fruteiras, citrinos e oliveira, 200-­300 cc./hl., realizando 2-3 aplicações, sendo a primeira ao início da rebentação; Hortícolas, 150-200 cc./hl., realizando 3-4 aplicações segundo as necessidades e o desenvolvimento da cultura; Videira, 200-300 cc./hl. Não aplicar durante a floração nem sobre variedades sensíveis ao cobre. Não aplicar a temperaturas muito elevadas. Em zonas húmidas e frias pode resultar fitotóxico.

aplicacion agua riego

Aplicação mediante a água de rega: Fruteiras, cítricos e oliveira, 6-­12 l./Ha., realizar 2-3 aplicações, a primeira próxima da paragem vegetativa, a segunda ao início da rebentação e a última em plena actividade vegetativa; Hortícolas, 5-10 l./Ha., realizando de 3-4 aplicações, segundo o desenvolvimento da cultura.

Aplicação recomendada por cultura

Cultura Aplicação Foliar Dose / Hl Aplicação Rega Litros / Ha
Hortícolas de fruto Em fase de desenvolvimento vegetativo 150-200 cc/ Hl Gota-a-Gota 4-8-Ha 
Hortícolas de folha Em fase de desenvolvimento vegetativo 150-200 cc/Hl Gota-a-Gota 4-8-Ha 
 Melão e Melancia Em fase de desenvolvimento vegetativo 150-200 cc/Hl Gota-a-Gota 4-8-Ha 
 Cucurbitáceas Em fase de desenvolvimento vegetativo 150-200 cc/Hl Gota-a-Gota 4-8-Ha 
 Cebola Em fase de desenvolvimento vegetativo 150-300 cc/Hl Gota-a-Gota 4-8-Ha 
 Alho Em fase de desenvolvimento vegetativo 150-300 cc/Hl Gota-a-Gota 4-8-Ha 
Fruteiras Início de rebentação 250-300 cc/Hl Gota-a-Gota 4-8-Ha
Citrinos Início de rebentação 250-300 cc/Hl Gota-a-Gota 4-8-Ha
Tropicais Início de rebentação 250-300 cc/Hl Gota-a-Gota 4-8-Ha
Olivo Gota-a-Gota 250-300 cc/Hl Gota-a-Gota 4-8-Ha
Vinha Início de rebentação 250-300 cc/Hl Gota-a-Gota 4-8-Ha

Apresentação

liquido 1L NO
liquido 5l SI
liquido 20L SI
liquido 200L NO
liquido 1000L SI